Porque o Growth Hacking não é apenas Marketing

Porque o Growth Hacking não é apenas Marketing é um conjunto de soluções inovadoras, muito acima.

Cada dia existem mais informações, contradições e debates bastante acalorados sobre o termo “growth hacker”. Muitos afirmam que “o growth hacking é o que você denomina como tarefa – skill o que você não sabe o que está fazendo é marketing”, enquanto outros dizem que um growth hacker é um novo conceito, um híbrido entre um desenvolvedor e um profissional de marketing.

Eu Neto em meus anos de trabalho como growth sei que além de ser esta simbiose, o growth hacker é um visionários digital do futuro.

Mas o que é o growth hacking realmente?

Vamos ficar mais reais agora.
A maioria das startups tecnológicas geralmente podem concordar que ao procurar contratar um growth hacker, eles estão procurando por alguém que tenha os conjuntos de habilidade que se parecem com algo assim:

  1. Noções de programação;
  2. Insights de tecnologia;
  3. Resultados em otimização;
  4. Entendimento amplo de usabilidade;
  5. Muito focado em BI;
  6. Apaixonado por soluções e inovações;
  7. entender bem o fluxo, caminho dos usuários;
  8. Criador de soluções;
  9. Empoderador de social media…

Por que isso é diferente de um marketing digital?
Neste ponto, você pode estar pensando: “Ei, muitas dessas habilidades não parecem muito diferentes das habilidades de um marketing digital moderno …”. E você está certo.

Geralmente, o profissional de “growth hacker” não é tão diferente de um marketing digital no papel. Assim, neste contexto, o termo “growth hacker” ocupa principalmente uma subdivisão de pessoas no espaço de marketing digital (considerando que o “marketing digital” ainda é um termo mais abrangente com mais ambiguidade do que “growth hacker”), que são educados sobre a moderna análise de dados, UX e ferramentas de automação.

Então, o que diferencia os icônicos growth hackers que olhamos com olhos estrelados e boca aberta?
Uma palavra: Necessidade.

Os inovadores que você vê hoje em dia e quem coincidiu o termo por assim dizer (muitos dos quais você pode encontrar em alguns dos meus textos), geralmente eram fundadores ou co-fundadores em startups e não “growth hackers”.

E, como em muitas equipes fundadoras, a necessidade combinada com a falta de recursos a qual catalisa a equipe para a adaptação ou risco de falha. Foi isto que aconteceu comigo, a necessidade de ir além, me projetou a descobrir fórmulas e juntá-las aos skills que eu já dominava.

Esta necessidade pode se expressar de muitas maneiras diferentes, mas esta é a forma que provavelmente irá levar para aqueles que se adaptam na fórmula de ser um verdadeiro growth hacker.

E ainda as pessoas se perguntam por que os fundadores não dormem muito. #brinks

Obrigado mais uma vez pela confiança e conte sua história, compartilhe, comente e vamos nos conectar sempre ;0)

Growth-se ;0)

Este trabalho só é possível, pois você existe ;0) #growthhacker