fbpx
10 tendências de marketing B2B a seguir em 2022

10 tendências de marketing B2B a seguir em 2022

Growth-se ;0)

É um novo ano, e as manchetes de previsão estão por toda parte. Mas manter-se atualizado pode ser um pouco esmagador. Quais são as últimas tendências de marketing B2B? Qual é a novidade quente para experimentar? O que você deve deixar para trás e o que deve continuar fazendo? Pessoalmente, quando se trata de previsões, gosto de recorrer a uma fonte confiável: dados adequados. Felizmente, agora que os relatórios de pesquisa de marketing de 2022 caíram, há muito o que pesquisar – e muito o que aprender. Por isso, decidi fazer o trabalho pesado para você, vasculhando tudo para identificar os insights mais interessantes e úteis para ajudá-lo a criar uma estratégia de conteúdo verdadeiramente bem-sucedida este ano.

10 maneiras de melhorar seu marketing B2B em 2022

Do marketing de influenciadores à marca do empregador, aqui estão as principais coisas a serem consideradas ao fazer brainstorming de ideias, selecionar seu conteúdo e criar experiências que constroem relacionamentos mais fortes com seu público. Algumas dessas dicas são perenes, algumas podem ser do momento, mas todas devem ajudá-lo a se tornar um profissional de marketing melhor em 2022.

1) Invista em vídeo.

À medida que plataformas como o TikTok decolam e as pessoas passam menos tempo juntas na vida real, o vídeo pode fazer muito para ajudá-lo a promover uma conexão pessoal e emocional com seu público. Esteja você mostrando os bastidores da sua empresa, entretendo as pessoas com conteúdo curto nas redes sociais ou exibindo um novo produto em um vídeo explicativo de 1 minuto, há vários usos para esse meio. (Não é surpresa que o vídeo continue crescendo. ) Na verdade, se você ainda não está investindo nesse meio, está ficando para trás.

88% dos profissionais de marketing antecipam que a produção de conteúdo de vídeo de sua empresa aumentará em 2022.

Mesmo que você não tenha um orçamento enorme ou uma equipe de produção de vídeo interna, ainda há muitas maneiras de produzir vídeos de alta qualidade.

Exemplo: o Dropbox usa vídeo para se comunicar de várias maneiras, desde vídeos explicativos até mini estudos de caso e engajamento de fãs nas mídias sociais.

4) Traga D&I para o seu marketing.

Uma coisa é emitir uma declaração genérica sobre seu compromisso com a diversidade. Outra é colocar esses “compromissos” em prática de forma concreta e significativa. A pesquisa da Deloitte identifica quatro áreas principais em que as marcas podem demonstrar compromissos de D&I: aquisição de talentos, retenção de talentos, mensagens da marca e investimentos na comunidade. E o marketing pode desempenhar um papel enorme em muitas dessas áreas.

57% dos consumidores são mais leais a marcas que se comprometem a abordar as desigualdades sociais em suas ações.

— Relatório de tendências globais de marketing de 2022 (Deloitte)

Das imagens que você usa em seu site às histórias que você conta sobre sua marca empregadora, os profissionais de marketing têm uma grande oportunidade de não apenas contar, mas mostrar como estão priorizando o D&I em todas as áreas de sua organização. Fazer isso é a melhor maneira de permanecer transparente e responsável por todos os que investem em sua marca, incluindo seus clientes, funcionários e colegas.

Exemplo: adoramos a transparência da Zendesk sobre seus dados de D&I. Eles orgulhosamente compartilham dados demográficos sobre sua empresa, provando que estão abertos e comprometidos em promover a igualdade no local de trabalho.

5) Crie experiências híbridas.

A pandemia nos mostrou o poder da conexão digital à medida que passávamos de reuniões presenciais para eventos virtuais. Embora as restrições estejam sendo levantadas, não voltaremos a ser como as coisas eram. Em vez disso, as experiências híbridas se tornarão a norma. Embora haja benefícios para eventos presenciais e somente digitais, uma abordagem híbrida oferece mais opções para as pessoas, permitindo que elas personalizem suas próprias experiências.

75% dos executivos globais investirão mais na entrega de experiências híbridas nos próximos 12 meses.

— Relatório de tendências globais de marketing de 2022 (Deloitte)

Para selecionar as experiências certas para o seu público, você precisa saber quem eles são e o que querem. O público mais jovem pode querer se envolver por meio de plataformas sociais e aplicativos, enquanto o público mais velho pode valorizar a interação cara a cara. Você também pode solicitar feedback para adaptar melhor essas experiências.

6) Invista em conteúdo específico do canal .

À medida que a personalização se torna o nome do jogo, você precisa conhecer as pessoas onde elas estão e depois movê-las pelo caminho da compra. Isso é especialmente verdadeiro quando se trata de plataformas sociais. Não é nenhum segredo que os algoritmos tendem a enterrar o conteúdo que afasta os usuários da plataforma, portanto, manter a conversa dentro das plataformas sociais é crucial. Mais importante ainda, você precisa adaptar o conteúdo para a plataforma específica.

71,6% dos usuários de internet agora pesquisam informações da marca em plataformas sociais.

2022 Social Media Marketing Benchmark Report (Influencer Marketing Hub)

Verifique se os perfis de sua marca estão atualizados em todos os aplicativos sociais e procure maneiras de dividir seu conteúdo em partes específicas da plataforma. Por exemplo, se você tiver um e-book longo, poderá extrair uma dica para compartilhar no Twitter, um gráfico para compartilhar no Instagram e um trecho para compartilhar no LinkedIn. Essas são maneiras simples de personalizar o conteúdo e ampliar o alcance do seu conteúdo.

Exemplo: Hubspot aproveita todas as plataformas sociais, adaptando o conteúdo para se conectar com cada público único. Sejam dicas simples no Twitter, destaques de funcionários no Instagram ou vídeos úteis no YouTube, eles dominam a arte do conteúdo específico do canal.

7) Faça dos micro-influenciadores seus amigos.

O marketing de influenciadores não é novo e não vai a lugar nenhum. Mas está mudando. Não são os influenciadores de um milhão de seguidores que necessariamente vão dominar. Os microinfluenciadores (usuários com, digamos, 15.000 seguidores) têm as maiores taxas de engajamento e os seguidores mais leais, portanto, explorar redes menores de seguidores altamente segmentados pode ser o melhor gasto.

“Os influenciadores têm um ROI de 10:1 em comparação com a mídia paga.”

– Relatório de marketing do estado do influenciador de 2022 (Klear)

Se os influenciadores ainda não fazem parte do seu mix de marketing, considere como eles podem se encaixar em sua estratégia.

8) Seja visual nas redes sociais.

O conteúdo visual domina há anos e, à medida que as plataformas aumentam suas capacidades (por exemplo, vídeos, carrosséis, histórias, bobinas, curtas), há mais maneiras de se envolver. Pode ser difícil pensar em gerar conteúdo visual para cada tipo de formato, mas basta escolher alguns e focar em maneiras de incorporar e selecionar esses visuais intencionalmente.

74% do conteúdo social é visual, sendo as postagens de fotos as mais populares.

O microconteúdo é uma maneira fácil de publicar conteúdo visual de mídia social. Por exemplo, você pode pedir a um funcionário para compartilhar uma dica para redes sociais e, em seguida, criar um gráfico que inclua essa dica e a foto da cabeça desse funcionário. Isso ajuda seu público a “ver” as pessoas por trás de sua marca, dá a esse funcionário a chance de brilhar e fornece informações úteis. Esta é uma maneira natural e orgânica de usar recursos visuais de forma inteligente. Alternativamente, uma simples visualização de dados, ilustração ou imagem pode ser extraída de um grande conteúdo (por exemplo, artigo ou ebook) e usada para promover nas mídias sociais.

Para contas comerciais, as postagens em carrossel têm as maiores taxas de engajamento no Instagram. Assim, fazer posts multigráficos pode ser especialmente impactante.

Social Media Marketing Benchmark Report 2022 (Influencer Marketing Hub)

Exemplo: A Divvy é uma empresa de software financeiro que faz um excelente trabalho na criação de conteúdo visual interessante e relevante em todas as plataformas. Seja uma série de dicas ou um relato de histórias de horror financeiro, eles criam conteúdo muito mais envolvente do que você esperaria de uma empresa de software financeiro.

9) Certifique-se de que seus canais online contam a história completa da sua marca.

As pessoas têm menos tempo para investir em conhecer sua marca e, em um mundo pós-pandemia onde tudo se tornou virtual, os consumidores estão ansiosos para completar toda a jornada do cliente online. (Isso é especialmente verdade no espaço B2B.) Assim, todos os seus canais de marca, seja sua conta do Twitter ou seu site, devem ser otimizados para dizer às pessoas o que elas precisam saber e o que elas querem saber sobre sua marca.

Quase 90% dos compradores B2B usam canais online para identificar novos fornecedores e 74% usam para avaliar se desejam comprar desses fornecedores.

— Relatório de Compradores B2B de 2022 (Sana)

Infelizmente, ainda vemos marcas deixando seus públicos querendo mais. Seja um perfil incompleto no Instagram, uma descrição genérica em uma biografia do Twitter ou um site difícil de navegar, reexamine seus canais como se você fosse um comprador de primeira viagem.

  • Você articula efetivamente quem você é/o que você faz?
  • Você fala sobre mais do que seu produto (por exemplo, seus valores de marca, crenças, etc.)?
  • O caminho para a informação é claro e intuitivo em seu site (por exemplo, navegação, CTAs, etc.)?
  • Existe um próximo passo claro?

Para garantir que as pessoas recebam as informações certas no momento certo, mapeie a jornada do comprador para descobrir como contar a história da sua marca em todas as plataformas.

10) Concentre-se na construção de relacionamentos.

Transformar estranhos em fãs dedicados é o objetivo final do marketing, mas isso não acontece com facilidade ou rapidez. Para ter sucesso, você precisa investir nas pessoas, estabelecer relacionamentos e alimentá-los – antes, durante e depois que eles realmente se tornarem clientes. À medida que o mundo se torna cada vez mais online, romper a tela para cultivar essas conexões pessoais é mais importante do que nunca. Mas como você faz isso? Torne o seu marketing o mais pessoal possível. Isso pode parecer óbvio, mas muitas marcas são culpadas de gerar textos chatos, conteúdo genérico e visuais pouco atraentes.

Um esmagador 84% dos compradores B2B comprariam de um fornecedor com o qual tinham um ótimo relacionamento, mesmo que os termos do negócio fossem menos preferenciais.

— Relatório de Compradores B2B de 2022 (Sana)

Como transformar essas tendências de marketing B2B em resultados reais

Espero que essas ideias tenham lhe dado a inspiração necessária para criar uma estratégia de conteúdo forte em 2022. Claro, sabemos que criar uma estratégia e realmente executá-la são duas coisas diferentes. Em última análise, tudo se resume ao seu tempo, conhecimento e recursos. Para garantir que sua equipe possa executar de forma eficaz…

  • Construa a equipe certa.
  • Otimize seu processo de criação de conteúdo.
  • Considere a terceirização.

Growth Hacker e Marketing por você ;0) #growthhacker

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Visit Us On FacebookVisit Us On TwitterVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram