fbpx
5 tendências de marketing digital em que você deve agir no futuro

5 tendências de marketing digital em que você deve agir no futuro

Growth-se ;0)

Pode-se argumentar que 2020 foi o pior. Na verdade, de alguma forma, concordo com esse sentimento. No entanto, não podemos negar que o mundo não parou e o futuro parece promissor. Na verdade, os dados mostram que ele está girando ainda mais rápido do que antes, o que pode ser uma bênção duradoura.

Os números indicam que o comércio online teve um crescimento de 10 anos em um período de apenas 90 dias. Você leu certo.

Na verdade, o comércio eletrônico se tornou tão importante que a Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD) demonstrou grande interesse na transformação digital, afirmando que as regiões que não conseguirem aproveitar o potencial do comércio eletrônico de agora em diante correm o risco de ficar para trás.

Mas, o que isso significa para uma agência de marketing digital ou SEO?

Nós vamos. Aqui estão 5 tendências que devem seguir em frente

1 As vendas de comércio eletrônico estão em alta

Devido à competição online recorde que foi alimentada pelo comércio eletrônico durante a pandemia, as agências digitais viram as vendas do comércio eletrônico dispararem para um ponto mais alto com uma inundação massiva de pequenas lojas e startups engolindo grandes pedaços de público do Grande Varejo.

Os atacadistas legados sentiram o bicho-papão da concorrência respirando em seus pescoços. Além disso, eles ficaram surpresos ao descobrir que o monstro não era nada mais do que uma enorme massa de novos negócios físicos que, para sobreviver, saltaram para o mundo online e devoraram uma grande parte de seu público tradicional.

Mesmo assim, a competição acabou sendo uma bênção. Quase 150 milhões de novos compradores se conectaram à Internet enquanto a pandemia se alastrava, e dizem que as compras online avançaram dez anos no futuro em termos de comércio líquido.

Uma das lições mais importantes aprendidas foi que as marcas que não adotaram uma abordagem holística ou “omnicanal” foram as que ficaram para trás. Os varejistas foram exatamente onde estava seu público. Mecanismos de busca, mídia social, uso móvel, serviços de streaming e até mesmo videogames agora fazem parte do ecossistema de marketing digital, usando dados de produtos e usuários para descobrir como abordar os clientes sem interromper sua experiência online.

“As marcas que fazem um trabalho melhor para tornar mais fácil para as pessoas comprarem seu primeiro produto provavelmente serão as que vencerão aquelas que têm lojas muito bonitas e intrincadas, mas ninguém sabe como comprar nelas.”

Loren Padelford, gerente geral da Shopify Plus

2 A democratização do mercado

Pense nisso: os profissionais de marketing digital não têm poder real sobre o mercado. O futuro do varejo sempre será moldado e remodelado por novos consumidores.

Há especialistas que afirmam que, assim que a pandemia passar, os consumidores retomarão seus antigos hábitos de compra. No entanto, 48% dos compradores online expressaram que pretendem continuar comprando online. Isso significa que as empresas terão que oferecer exatamente o que exigem.

Mas há um problema. As grandes empresas estão tendo problemas para acompanhar as inovações que as pequenas empresas descentralizadas e as startups trouxeram para a mesa. Muitas lojas familiares transformaram o ritual de compras presencial em experiências virtuais e tornaram-no extremamente fácil de verificar, reduzindo drasticamente as taxas de abandono do carrinho de compras e aumentando as conversões. Isso fez com que as lojas de varejo perdessem muito de seu brilho, uma vez que tradicionalmente tendem a implementar estratégias pré-fabricadas.

Isso não significa que os grandes jogadores estão fadados ao fracasso. Pelo contrário. Muitos deles aprenderam rapidamente a lição e agora estão liderando o ataque.

Por exemplo, eles perceberam que um dos principais desafios das lojas de comércio eletrônico eram os custos de envio e as taxas de devolução. Uma alta taxa de retorno pode ser devastadora para uma pequena empresa. Para resolver isso, tem havido grandes investimentos em P&D, especialmente em modelagem 3D e realidade aumentada. Eles agora estão sendo aplicados à experiência de compra, permitindo que os clientes experimentem roupas ou vejam como seria uma peça de mobiliário em sua sala de estar antes mesmo de fazer a compra. Isso reduzirá as chances de algo ser devolvido por ser do tamanho, modelo ou cor incorretos, dando ao grande varejo um pequeno descanso, por enquanto.

3 O transporte não é mais um “extra”

Um dos principais fatores na equação do comércio eletrônico é a realização. Hoje em dia, as pessoas não veem o transporte marítimo como um serviço. Para mais de 64% dos consumidores, deveria ser gratuito. Isso mudou a forma como as empresas abordam a jornada do consumidor.

“Uma das piores coisas que você pode fazer é ter um grande delta entre a expectativa e a experiência do cliente.”

David Wagoner, cofundador da P3 Media

No início, muitas empresas estavam transformando suas lojas em centros de distribuição com gerenciamento de estoque automatizado e um processo de devolução simplificado. No entanto, incorporadores imobiliários em todo o país têm freneticamente construído e reaproveitado enormes espaços de armazenamento em centros de atendimento para ajudar as empresas de comércio eletrônico a processar seus pedidos e vencer o que agora é chamado de corrida da última milha.

Em 2020, muitas empresas viram a necessidade de levar seus serviços mais perto de seus clientes. Alguns ofereciam opções de coleta no meio-fio, o que era muito conveniente, pois os clientes sentiam que estavam economizando nos custos de envio. No entanto, isso foi rapidamente contestado por empresas que ofereciam frete grátis.

Todos nós sabemos que o frete nunca é grátis, mas tem que ser contabilizado no preço final. Mas como você reduz os custos de envio? Através do uso de centros de distribuição estrategicamente localizados.

A demanda por espaço de armazenamento cresceu tanto que os incorporadores imobiliários industriais estão dispostos a pagar o preço mais alto que vem com o desenvolvimento de metragem quadrada no centro da cidade. Essa é a razão pela qual os custos de envio estão caindo e mais e mais lojas de comércio eletrônico estão dispostas a oferecer remessa gratuita ou até mesmo remessa no mesmo dia.

4 A marca é mais importante do que nunca

O domínio do mercado tornou o branding mais desafiador, ainda mais proeminente.

Mais da metade das transações na Internet acontecem em ambientes sem marca, como pesquisas de produtos genéricos. Você pode ficar tentado a pensar que a marca se tornou secundária ou até mesmo inútil. No entanto, a concorrência tornou as pesquisas sem marca um cenário invencível, e palavras-chave mais direcionadas têm muito mais potencial de conversão.

No entanto, os dados mostram que a marca é hoje mais importante do que nunca se você realmente deseja atrair tráfego para seu site. O design do site não é mais a criação de um site transacional eficiente para seus produtos. Trata-se de criar um destino para os compradores.

“O branding é super importante para o nosso negócio. É importante ter uma visão que os clientes e clientes vejam quando visitam nossas propriedades online. ”

Dan Kogan, fundador da 1Digital Agency

A melhor maneira de conseguir isso é por meio de campanhas inteligentes de mídia social, designs centrados em UX eficazes e serviços personalizados. Muitas empresas estão se posicionando como transportadoras exclusivas de certos produtos ou personalizando certos produtos para incluir sua marca neles. Há muitas maneiras de fazer isso; etiqueta branca, ofertas exclusivas, aquisições de influenciadores no Instagram. A parte mais difícil é encontrar o canal certo e aplicar estratégias de marketing personalizadas por meio de parceria com uma agência de SEO.

Isso nos leva a:

5 Retenção agora supera aquisição

Os custos de aquisição dispararam em 2020. A competição pela colocação de anúncios em mecanismos de busca e mídia social ficou tão feroz que levou os custos de licitação a níveis proibitivamente altos.

Agora, a palavra mágica é “ retenção ”. A maioria dos comerciantes e empresas online está redirecionando seus esforços para otimizar seu funil de conversão para gerar a fidelidade do cliente. Além disso, as marcas estão encontrando maneiras realmente criativas de recompensar seus compradores mais leais.

modelo de assinatura é um grande exemplo desse fenômeno. Em vez de ter uma transação única com um cliente, um número crescente de empresas e setores está mudando para um novo modelo de vendas. Eles agora procuram agregar valor na forma de assinaturas que transformam seus usuários em assinantes.

E esse modelo não parece se limitar a setores tradicionais como revistas, jornais e academias de ginástica. Agora vemos isso em todos os lugares. Padarias e cervejarias, oficinas mecânicas e empresas de lavagem de automóveis, lojas de doces e cinemas.

A melhor parte é que os clientes parecem adorar a ideia. A ideia de ter um abastecimento constante dos seus produtos e serviços preferidos é extremamente atractiva. Para as empresas, reduz os custos associados à gestão de riscos, pois agora elas têm um fluxo constante de receita. É uma situação ganha-ganha que reduz os custos de aquisição e aumenta drasticamente a retenção.

Conclusão

Essas 5 novas tendências foram uma verdadeira virada de jogo. No início, houve muito medo, pois as empresas foram forçadas a fechar portas e se adaptar às novas regras. Mas logo, nossa vontade coletiva nos ajudou a encontrar novas maneiras de servir nossos clientes.

E temos que continuar nos adaptando: os cookies de terceiros estão aparentemente programados para serem encerrados, o que significa que os endereços de e-mail estão de volta como a melhor maneira de manter contato com seu público e entregar sua mensagem direto na caixa de entrada.

A era dos clientes perseguindo produtos está chegando ao fim. Eles agora têm o poder de ditar para onde os mercados devem ir, e as empresas não podem escapar de suas licitações.

“Acho que tudo se resume a: onde está seu cliente e onde eles estão inspirados – e então você entrega a mensagem lá.” By Neto Angel

Growth Hacker e Marketing por você ;0) #growthhacker

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Visit Us On FacebookVisit Us On TwitterVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram