fbpx

10 cores que aumentam as vendas, e o por quê

marketing, publicitários e os designers gráficos sabem há muito tempo que a cor desempenha um papel importante no sucesso de qualquer campanha de marketing. As cores quando específicas tendem a agitar certas emoções nos clientes, criando assim a relevância da marca para motivar as compras.

As cores são um dos princípios básicos que mexem com os sentidos e o emocional das pessoas. E até podemos ir mais profundo, lembram que os signos também estão relacionados com cores específicas, então marcas que trabalham as cores associadas ao mês do signo operante, tende também a ter resultados inéditos e inovadores. Mas não devemos esquecer que as cores sozinhas não fazem milagres, precisamos de criatividade com uma bela dose de texto.

10 cores que aumentam as vendas, e o por quê de usá-las em qualquer ação, planejamento, ideia e ideal na captação de leads.

Aqui listamos 10 cores que irão aumentar as suas vendas, juntamente com as emoções específicas que elas evocam.

1. Vermelho

O vermelho é a cor do poder. Ele chama a atenção das pessoas prendendo-as, razão pela qual é a cor mais popular para o marketing. Só não exagere, principalmente quando se fala de promoções ou descontos!

2. Azul

Quando você quer ser visto como confiável e legal, azul é a cor ideal para você. Misture azul com cores complementares para obter melhores resultados.

3. Rosa

Você está disputando a atenção de um público feminino jovem? Nada pode dar errado com a cor rosa. É divertida, cheia de babados e totalmente feminina.

4. Amarelo

O amarelo é uma cor poderosa, mas também é o matiz mais perigoso entre todas as cores. Use amarelo para comandar a atenção do público, e que eles saibam que você está confiante em suas habilidades.

5. Verde

Verde é uma cor versátil. É acolhedor e convidativo, dando aos clientes uma sensação agradável. Em segundo lugar, denota saúde, meio ambiente e boa vontade. Finalmente, o verde é a cor do dinheiro, por isso cria pensamentos de riqueza.

6. Roxo

O roxo é a cor da realeza, o que o torna perfeito para emprestar um toque de elegância e prestígio aos seus materiais de marketing.

7. Ouro

Ouro é igualmente elegante e prestigioso, mas acrescente um elemento de poder como o roxo, assim ninguém não pode igualar. Em combinação com roxo ou verde, o ouro é uma cor poderosa que simboliza riqueza e pedigree.

8. Laranja

Laranja é a energia em alta. Ele tem poderosas propriedades que chamam a atenção, é divertido e legal, e faz os clientes se sentirem lidando com uma empresa de ponta.

9. Marrom

O marrom, ou tom de terra, é conhecido como uma cor conforto, emprestando relaxamento para os clientes.

10. Preto

Preto é uma outra cor altamente versátil. Ele pode ser tradicional ou moderno, excitante ou relaxante. Usado como uma cor contrastante. O preto mais frequentemente acrescenta drama a tudo em suas ações de humor que pretende lançar.

10 cores que aumentam as vendas, e o por quê de usá-las em qualquer ação, planejamento, ideia e ideal na captação de leads.

São dicas simples, mas muito valiosas, até diria, dicas que bem usadas irão aumentar o seu ROI significativamente, e sua cor hoje, qual é…

Marketing de Moda, ter ou não ter, eis a questão

Marketing de Moda, ter ou não ter, eis a questão a qual você não pode mais deixar de lado e melhor, não pode cair em armadilha e nem fazer de qualquer jeito.

Marketing de Moda, ter ou não ter, eis a questão. E garanto que a maior tendência hoje e do futuro é você apostar neste profissional.

Hoje o Marketing de Moda é mais do que ver coleções, tendências, compras e afins, hoje ele é On e Off, cria comunicação de empoderamento, estratégia em redes, impacta, vende e cria tendências.

Você ter e ou pensar no Marketing para a sua grife, e-commerce e coleção é mais do que fundamental e relevante se você quer o que todos querem, ter sua marca sendo vestida por muitos e um caixa positivo todo final do mês.

Mas aí vem a dúvida, poxa, eu tenho um site, blog, estamos nas redes sociais, pagamos tal influenciador. Ok, legal, é um grande passo, mas calma aí, quanto tudo isto gera de receita para você… Ou melhor, você compraria roupas que você comunica, cria informações para ela… Sua loja, e-commerce vivem cheio, tem faturamento bom ou alto…

Volto então ao assunto: Marketing de Moda, ter ou não ter, eis a questão, e sim eis que pensar bem se não quer fechar as portas.

 

Mas aí você pode até pensar, poxa Neto, você está sendo duro, não tenho investimento para este profissional. Aí você se engana, quanto você gasta só em análise de tendências, viajando, assessoria de imprensa, ações com blogs e muito mais… Garanto não é nem dez por cento o quanto gastaria com um profissional especialista na área, e que lhe traria um aumento mais de 100 vezes.

Então, posso garantir por n fatores que a sua moda pode e deve fazer tendência! Vamos falar sobre:

LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/netoangel
cel.+55 (11)98459.5896
São Paulo – SP

Growth Hacker o que é ;0)

Growth Hacker o que é, o que faz, não faz, ele é mesmo Hacker, ou ele é apenas Marketing, o que tem o Growth Hacking com isto.

Growth Hacker desenvolve técnicas para otimizar o seu crescimento orgânico nos meios digitais nas bases: aumentar e reter

Cada startup hoje em dia quer um growth hacker – mesmo que ninguém esteja realmente certo do que eles realmente fazem. Não são apenas as startups que os querem, até mesmo empresas públicas, sem fins lucrativos, organizações de todos os tamanhos têm interesses em contratar alguém para ajudar com o seu growth .

Growth Hacker o que é ;0), acredite é mais do que apenas números ou intuições, é uma realidade nos novos cases de sucesso no Mundo.

Se você está pensando em contratar alguém para trabalhar no crescimento dos seus números de usuários ou engajamento, existem algumas qualidades específicas que você deve procurar:

1. Curiosidade por dados

Curiosos em dados é a abreviatura para alguém que tem uma necessidade intrínseca de compreender um único ponto os dados fornecidos. Ele entende que um número por sua conta própria, raramente conta uma história completa. Em vez de simplesmente ser cético, a pessoa curiosa por dados procura mais informações e contextos. Isso a ajuda entender e aumentar sua confiança nesse número. Isto não só garante que os números são bons, como irão priorizá-los. Um bom growth hacker filtra todos os dados disponíveis para se concentrar em um punhado de métricas significativas.

2. Empatia do usuário

Growth hacking é fundamentalmente sobre os usuários. Para ter alguma esperança de crescer uma base de usuários, você tem que ser capaz de pensar como seus usuários. Claro, isso significa jogar com eles e como eles, e aprender a partir de “grandes” dados fornecidos.

3. Solucionador de problemas criativo

Parece que isso soa como se fosse um cartaz de recrutamento de uma empresa de consultoria, mas é importante. Hoje o growth hacker é abençoado com dados muito mais do que eles puderam sempre esperar para usarem. O que os diferenciam do resto é:

(1) eles disputam esses dados em uma boa, com testes, hipóteses;

(2) eles validam essa hipótese com um teste que não leva semanas de desenvolvimento.

Táticas bem-sucedidas na concepção e teste de hipóteses tendem a ser altamente específicas de um produto e também têm ciclos de vida relativamente curtos. Copiar uma idéia que funcionou para alguém há seis meses provavelmente falhará.

4. Sem Medo

Os produtos são construídos com base em suposições… até que um growth hacker chega. Esses pressupostos podem ser sobre o comportamento do usuário (“os usuários estão procurando uma maneira melhor de postar suas fotos!”) Ou um determinado ponto de dados (“o vídeo na página inicial aumenta as inscrições!”).

Cada empresa, em sua maioria, tem o assim chamado “conhecimento institucional”, que é frequentemente impreciso e às vezes simplesmente falso. O growth trabalha na organização e na recuperação da verdade deste conhecimento.

Um bom growth hacker procura validar suposições.

Uma vez que você contratou seu growth hacker, tenha cuidado em colocá-los como um grande influenciador da sua empresa. Antes de contratá-los, certifique-se de que eles são destemidos o suficiente para serem seu grande mensageiro.


Uma empresa que alavanca seus dados de uso, melhor do que seus concorrentes, tem uma grande vantagem nos dias de hoje e em momentos de crise. Uma das melhores maneiras de fazer isso é ter um grande growth hacker na equipe. Mas esteja preparado para verdades desconfortáveis e desafios para alguns pressupostos e processos de longa data. Tanto o growth hacker quanto a organização precisarão de tempo para se adaptarem ao novo papel.

by @netoangelrp Whatsapp: 11-984595896

Growth Hacker para alavancar a sua empresa e a sua startup #growth #growthhacker #growthhacking

Os 5 pilares de uma campanha bem sucedida de SEO

Os 5 pilares de uma campanha bem sucedida de SEO ou o famoso Search engine optimization tornou-se difícil de ser definido em todos estes anos.

Como SEO atravessa fronteiras com marketing de conteúdo, desenvolvimento web e várias outras partes de sua estratégia de marketing, é difícil traçar as linhas entre ele muitas às vezes.

Então pensei que poderia ser uma boa ideia para esclarecer o estado de otimização de busca em 2017. Há cinco principais ingredientes para uma campanha bem sucedida de SEO e nenhum único ingrediente pode funcionar independentemente dos outros. Entender esses cinco pilares irá ajudá-lo a identificar como você pode conseguir orgânica sucesso pesquisa.

Os 5 pilares de uma campanha bem sucedida de SEO consiste bem à ser atento às inovações digitais e mais ainda ao seu mercado atuante.

Quais são os cinco pilares do SEO?

5 pilares de SEO bem sucedida

Os 5 pilares de uma campanha bem sucedida de SEO

SEO é um termo vago nos dias atuais e há muita confusão sobre o que ele / e mais ainda o que ele não envolve. Os cinco pilares do SEO o ajudarão a esclarecer isso para quebrar os elementos-chave de otimização de busca, após anos de constante mudança na indústria digital.

Hoje em dia o SEO significa essencialmente uma combinação de cinco coisas: relevância, autoridade de saúde site, concorrência e experiência do usuário.

1. Relevância

O Google tem se transformado dramaticamente ao longo dos últimos cinco anos e a maioria das alterações dizem respeito à relevância. Em 2013, a atualização Hummingbird substituiu o algoritmo de busca inteira do Google com um sistema mais avançado, que está agora em grande parte alimentado por kit de ferramentas de aprendizado de máquina da gigante de tecnologia, incluindo o seu RankBrain.

Em vez de combinar volume de palavras-chave e links, como costumava fazer, o Google agora tem como objetivo corresponder a intenção do usuário e no contexto de uma pesquisa com o conteúdo mais relevante disponível. Seu algoritmo de busca está ficando melhor para compreender o significado por trás da consulta do usuário todos os dias e o marketing precisa priorizar a intenção do usuário e o contexto da mesma forma.

2. Autoridade

Relevância por si só não é o suficiente para chegar entre os primeiros lugares no Google. Os motores de busca querem confiar na informação que fornecem e é aí que a autoridade vem em cinco pilares do SEO. A autoridade mais on-line que você tem, obtendo mais fé do Google e outros motores de busca vai colocar em você a confiança e resultados quando se trata de resultados de classificação.

Mas como é que os motores de busca determinam a sua autoridade?

  • Quem linka você em assuntos da área;
  • Com que frequência as pessoas mencionam você;
  • Quantas diversas citações você tem;
  • Quem você cita como referência no assunto.

Os sinais acima dizem ao Google que as pessoas confiam em você e as ligações de entrada continuam sendo um dos mais poderosos fatores de classificação hoje. Isso pode mudar no futuro, mas o Google ainda está para vir acima com um melhor fator de confiança de inbound links de sites de alta autoridade.

3. Saúde do Site

Este é o lugar onde o lado mais técnico de SEO começa a entrar em jogo. Pela saúde local na sua onpage é que entendemos os fundamentos de nível de código que fazem seu site fácil para os motores de busca para descobrir e índice.

Estas são as áreas-chave que você precisa se concentrar:

  • Links quebrados e páginas;
  • Questões de indexação;
  • Integridade do código;
  • Os dados bem estruturados.

Os dois primeiros itens nessa lista sempre foram importantes em SEO. Enquanto isso, a integridade do código refere-se à qualidade do código por trás de seu site – como limpo, eficiente e fiel aos últimos padrões que ele é e deve ser sempre – e isso tornou-se cada vez mais importante ao longo dos anos.

Então nós temos os dados estruturados, que é agora uma parte integrante de técnica no SEO. Os dados estruturados dão aos motores de busca informações vitais sobre o seu conteúdo, de modo que eles estão bem informados sobre como indexá-lo. Esta é a tecnologia que permite que o Google distinga o seu produto de páginas de artigos, por exemplo.

4. Concorrência

A lógica diz que quanto mais concorrentes você tem, mais difícil é para bater suas metas de marketing. A quantidade (e nível) da concorrência você enfrenta, mais você vai ter que lance em palavras-chave, mais difícil você terá que lutar para a classificação superior posições e mais estratégica que você precisa para estar com sua preços e ofertas especiais.

O importante é saber quantos concorrentes você tem e quem eles são – mas isso nem sempre é tão óbvio como se poderia pensar. Para começar, seus principais rivais no mundo dos negócios e seus principais rivais em busca podem não ser as mesmas empresas. É importante que você seja capaz de fazer essa distinção, detectar eventuais empresas irrelevantes que você está competindo contra uma busca em manter o controle de quaisquer novos rivais que emergem.

5. Experiência de Usuário

Além da relevância, a outra grande mudança por trás de como o Google classifica os resultados tem sido o surgimento de fatores de experiência do usuário ao longo dos últimos anos. Isto foi em grande parte impulsionada pelo aumento do mobile, que é fundamental para os planos do Google para o futuro.

Então não é nenhuma surpresa em ver o gigante das buscas prestar mais atenção à experiência do usuário e performance.

Aqui está um rápido resumo de fatores de experiência do usuário que podem afetar seu ranking de busca:

  • Carregando muitas vezes ou demora muito para carregar;
  • Mobilidade de uso;
  • Navegação fácil,
  • Fácil de usar;
  • Uso de pop-ups e outros anúncios.

Estes sinais UX terão um impacto direto sobre o seu ranking de busca, mas a criação de uma sólida experiência do usuário também tem um efeito de arrastamento sobre outros sinais Google o qual usa para determinar o seu lugar nas SERPs. Um UX sólido também deve significar o seguinte:

  • Taxas de retorno mais baixas;
  • Mais tempo no local;
  • Visitas às páginas mais elevadas por sessão;
  • Mais visitas de retorno;
  • Mais ações, links e citações.

Existem outras influências potenciais UX pode ter sobre a sua pesquisa ranking, mas esses pontos listados acima são os únicos conhecidos ou amplamente aceitas. para não mencionar boa UX remove uma tonelada de barreiras de conversão que de outra forma irá impedir as pessoas de comprar em sua marca.

Então esse é o estudo e dicas de SEO para 2017 dividido em seus cinco elementos-chave. Isto deve tornar mais fácil de entender e explicar o que é preciso para executar uma campanha de pesquisa de otimização de sucesso em 2017.

Isto também lhe dá uma boa ideia de onde o SEO sobrepõe-se com conteúdo, design e os outros elementos essenciais de marketing. Alimentar seus esforços de SEO com estes cinco pilares, você terá uma vantagem competitiva sobre os concorrentes que só cuidam de um ou dois elementos.

Gucci, o luxo tem novo sabor

Começamos pelo começo: ” Gucci ou Casa Gucci é uma grife de origem italiana, fundada por Guccio Gucci em Florença em 1921 “. Uma marca considerada meca do Luxo está a cada dia me chamando a atenção, e digamos muita atenção e você saberão tudo.

Gucci, o luxo tem novo sabor é como se a marca agora fosse que nem iogurte, para combinar o doce, as cores, o sabor de quero mais.

Lembram da sua época de Luxo Sexy, redesenhada pelo tão sexy Tom Ford, viviam momentos do Glamour e o Sexy em toda a sua estrutura… Hoje ela está vivendo um planeta imaginário e muito real em nossas vidas. Uma mistura de cores, vida, culturas, sabores, formas, desenhos, atitudes. Oh My God, que Gucci é esta…

 

Gucci

Gucci

Aliás vejam seu último desfile aqui: Gucci Show

Voltando ao assunto desta mudança toda, falo agora do responsável o fabuloso: Alessandro Michele o qual tem mostrado este universo lúdico e tão real em nossas vidas. Mas enfim, o que tem esta conversa em relação ao universo digital do Marketing e tudo mais… Tudo!

Uma marca de quase um século se reinventar, ter esta coragem e você aí ainda no achismo, medo, seu marketing ainda são os 4ps, enfim, esta abordagem é sim para você que tem um nicho do Luxo e que ainda acha que seu consumidor só lê Vogue e vai para Paris. Desculpa, se continuar assim e não rever seus conceitos, ideias e seu branding, você perderá ainda mais o consumidor que quer que você se arrisque de qualquer forma por ele.

A Gucci me inspirou bem, pois ela tem mostrado o quanto do Off podemos ir para o On, o quanto dos seus desfiles, criações podemos subtrair conteúdos raros, deliciosos, como poderão ver em sua página indicada aqui no post ;0)

A Gucci está fazendo bem isto, um dever de casa de bvrabding, PR, Marketing e digo mais, aliás está fazendo muito bem. Parabéns Gucci, e quero lhe dar os parabéns também. Caso não consiga repensar, ir para frente, só me chamar, pois seu desafio é o que escolho.

Floating Social Media Icons by Acurax Wordpress Designers
Visit Us On LinkedinVisit Us On FacebookVisit Us On TwitterVisit Us On Google PlusVisit Us On InstagramVisit Us On Youtube