fbpx
São Paulo, Vila Buarque
11-98459.5896
neto@netoangel.com

Os conceitos básicos do marketing de valor agregado

O Mundo do Growth Hacking está aqui

Created with Sketch.

Os conceitos básicos do marketing de valor agregado

Growth-se ;0)

A hiper-saturação da publicidade e do marketing que vemos hoje tem muitas conseqüências negativas. No entanto, os dois seguintes são os principais entre eles.

Primeiro, as pessoas estão se tornando cada vez mais aborrecidas com marcas tentando vendê-las sobre tudo – constantemente. Ao longo do tempo, isso resulta em ignorância de publicidade – consciente e subconsciente ignorando mensagens publicitárias.

Segundo (mas intimamente relacionado com o primeiro), está se tornando cada vez mais difícil para as marcas serem percebidas, ouvidas e lembradas.

Uma longa história curta, o estado atual do marketing deixa muito a desejar. Eu chegaria mesmo a dizer que está passando por um estágio de crise grave – “A Grande Depressão do Marketing”.

A hora mais sombria, no entanto, é apenas antes do amanhecer. A boa notícia é que já vemos uma mudança ligeira e significativa para melhorar o marketing.

Ligue-o para uma abordagem para o primeiro cliente, marketing empático ou marketing com significado. A ideia por trás disso continua a ser a mesma: encantar os clientes ao entregar mais do que esperam pagar.

O marketing de valor agregado traz o marketing para um nível totalmente novo, transformando o conteúdo de marketing em um produto próprio. À medida que mais e mais marcas adotam essa atitude, estamos entrando na próxima etapa da evolução do marketing – uma que coloca os clientes em primeiro lugar, entende a importância de “ir além da margem” e enfatiza o valor percebido para o cliente em relação à receita pura.

Marketing de valor agregado: da teoria à prática
Embora o termo “marketing de valor agregado” seja bastante auto-explicativo, ainda faz sentido superar rapidamente o conceito.

O valor agregado no marketing pode ser financeiro ou não. Isso pode ser qualquer coisa de frete grátis para recompensas de referência, até descontos em materiais relacionados. Não importa o que exatamente uma empresa está oferecendo como um valor agregado por mais que exceda a expectativa dos clientes e seja considerado valioso por eles.

Para dominar a arte do marketing de valor agregado, uma empresa precisa entender a personalidade do seu comprador (cliente mais típico) e o que pode ser importante para essa persona. Este passo é crucial para decidir o valor do valor que uma marca pode oferecer aos clientes.

Uma vez que um valor agregado potencial é definido, ele deve estar bem integrado no coração de um conceito de negócios. “Bem integrado” aqui significa que o valor agregado está perfeitamente alinhado com a missão, o posicionamento e os objetivos de longo prazo da empresa. O que é oferecido como um valor agregado nunca deve contradizer com o principal produto ou serviço que uma empresa oferece.

Por exemplo, um centro de saúde dentário não deve dar aos clientes que retornam um pacote gratuito de doces de chocolate, assumindo que o papel dos profissionais de saúde dentária é ajudar as pessoas a cuidar dos dentes. Entendeu a conexão, não se oferece algo que foge dos seus princípios, por mais que o cliente goste, neste caso o doce.

As contradições são confusas, a confusão não é o que impulsiona as vendas. A consistência deve ser a base para qualquer iniciativa de marketing de valor agregado.

 

A real intenção do marketing hoje em dia é ser verdadeiro e cativar nos mínimos detalhes. E mais ainda não se perder em nenhum momento, desde o On ao Off.

E espero tenha gostado do texto e visto que se sua empresa não ir além, seu cliente o deixará 🙁

Tags: , , ,

Este trabalho só é possível, pois você existe ;0) #growthhacker

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Plugin for Social Media by Acurax Wordpress Design Studio
Visit Us On LinkedinVisit Us On FacebookVisit Us On TwitterVisit Us On Google PlusVisit Us On InstagramVisit Us On Youtube