O growth hacker é apenas marketing? Saiba a diferença

Growth-se ;0)

O empresário, investidor e consultor de startups Sean Ellis cunhou o termo “growth hacker” em um de seus blogs de 2010. Desde então, os growth hackers se tornaram um chavão no mundo do marketing digital.

Em essência, o growth hacking é um tipo de marketing de guerrilha no mundo digital. O termo é mais popular entre as startups digitais do que as grandes empresas estabelecidas.

Saiba a diferença

Um growth hacker é um profissional de marketing no mundo digital, mas alguém com abordagens criativas para enfrentar desafios. A diferença entre growth hackers e marketing tradicional pode ser bem entendida ao se saber onde essas abordagens de marketing são aplicadas.

Lembre-se, o marketing tradicional usa a mídia de massa para alcançar os consumidores, e as grandes empresas estabelecidas usam principalmente o marketing tradicional. Mas, quando se trata de startups, elas não têm o orçamento necessário para o marketing tradicional; portanto, precisam procurar pontos de poder únicos que possam levar suas marcas ao sucesso.

Meio Ambiente

As startups operam em um ambiente muito incerto. Elas podem não necessariamente identificar seus clientes em potencial e podem não saber por que os consumidores comprariam seus produtos ou serviços. Então elas se aplicam ao mercado com growth hackers. Essa é a melhor abordagem que eles podem usar, e a boa notícia é que um plano bem-sucedido de growth hackers pode trazer escala rápida. O Dropbox é um bom exemplo de uma startup que usou hackers de crescimento. Hoje, possui 400 milhões de usuários.

Por outro lado, as grandes empresas têm suas bases e sabem quem são seus clientes, o que precisam e por que comprariam sua marca. Portanto, eles usam métodos tradicionais de marketing porque estão bem estabelecidos e alocaram orçamentos enormes para o marketing.

Taxa de crescimento

Quando se trata da taxa em que uma empresa pode crescer, as startups usam o growth hacking porque isso pode proporcionar um rápido sucesso. As startups buscam principalmente crescer a uma taxa de 20% ao mês. Por exemplo, o Paypal buscou um grande salto, por isso usou a recompensa de indicação de amigos como um corte de crescimento. O resultado: dezenas de milhões de usuários.

Pelo contrário, as empresas estabelecidas usam o marketing tradicional porque conhecem o mercado e já conquistaram uma grande participação de mercado. As grandes empresas normalmente visam um crescimento de 5% ao ano. Eles são absolutamente bons com crescimento lento e constante.

Recursos

As startups não possuem os recursos necessários para usar as abordagens tradicionais de marketing. Por outro lado, as grandes empresas estabeleceram o valor da marca e têm todo o recurso para usar o marketing tradicional.

Como as startups são menos conhecidas, elas precisam de uma estratégia que possa torná-las virais e estabelecer rapidamente sua identidade de marca. Portanto, elas usam growth hackers. Isso as ajuda a alcançar seus objetivos rapidamente, usando ideias prontas para uso. Em outras palavras, elas precisam enfrentar o desafio de educar seus consumidores em potencial, além de adquiri-los sem gastar muito dinheiro. Veja o caso da integração de craigslist do Airbnb que trouxe à startup milhões de usuários.

O growth hacking requer abordagens críticas, criativas e analíticas. Requer que você faça uso da engenharia e inventividade de produtos para aumentar sua escala. As grandes empresas, no entanto, usam abordagens de marketing tradicionais, estabelecidas e testadas para crescer.

E aí, depois de ler tudo isso, vai para o lado tradicional e ou virá para o Growth Hacker? Vamos conversar?

Growth Hacker e Marketing por você ;0) #growthhacker

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.