Por que sua empresa de SaaS precisa de um Growth Hacker

Growth-se ;0)

Se você ainda é novo no termo “growth hacker” ou “growth hacking“, não se preocupe. Muitas empresas não têm certeza do que é ou do que isso significa, mas depois de um pouco de pesquisa, você descobrirá que é necessário ter uma função como esta em uma empresa de SaaS.

Sean Ellis inventou o termo “growth hacker” em 2010 em seu post, Find a Growth Hacker for Your Startup. Sean teve uma carreira de sucesso na comercialização de start-ups, como Dropbox, LogMeIn e Eventbrite, e queria cunhar uma frase para o que ele era capaz de fazer (e como). Assim, “growth hacking” nasceu.

Então, o que é um Growth Hacker?
Qual é a definição e como é diferente do marketing? Sean explica:

“De um modo geral, os requisitos / habilidades do trabalho [de um VP de Marketing – é de como estabelecer um plano de marketing estratégico e gerenciar uma equipe de marketing] os quais não são mais primordiais para startups antes ou na fase inicial de crescimento.

“Após o ajuste do mercado do produto e um processo de conversão eficiente, a próxima etapa crítica é encontrar formas escalonáveis, repetíveis e sustentáveis ​​de expandir os negócios. Se você não pode fazer isso, nada mais importa.

Então, ao invés de contratar um VP de Marketing com todos os pré-requisitos mencionados anteriormente, eu recomendo contratar ou nomear um growth hacker…

“Um growth hacker é uma pessoa cujo verdadeiro norte é o crescimento. Tudo o que eles fazem é analisado pelo seu impacto potencial no crescimento escalável …

“O growth hacker certo terá um desejo ardente de conectar seu mercado-alvo com sua solução indispensável. Eles devem ter a criatividade para descobrir formas únicas de impulsionar o crescimento, além de testar / evoluir as técnicas comprovadas por outras empresas. ”

Os growth hackers são motivados por encontrar maneiras não convencionais de divulgar seus negócios e conectar o mercado-alvo com o produto dele. Embora essa busca envolva técnicas de marketing, ela também pode incluir o desenvolvimento de produtos, bem como qualquer coisa que possa levar a adoção adiante.

Veja o exemplo clássico do Airbnb, o serviço onde as pessoas podem alugar quartos e / ou casas inteiras de outras pessoas. No começo, o Airbnb conectava-se ao Craigslist para que avisos de aluguel fossem automaticamente postados lá também. Ao entrar em um público existente, o Airbnb conseguiu aumentar o número de usuários, aumentar a adoção do site e se tornar um grande sucesso (de acordo com o site do Airbnb, agora mais de 25 milhões de hóspedes se hospedam em locações por meio de seus serviços) .

O growth hacking é a ideia de experimentar continuamente, de maneiras novas e não mapeadas, influenciar o crescimento de uma empresa iniciante.

“Um growth hacker não é um substituto para um profissional de marketing. Um growth hacker não é melhor que um profissional de marketing. Um growth hacker é apenas diferente de um profissional de marketing … 

O poder de um growth hacker está em seu foco obsessivo num único objetivo. Ao ignorar quase tudo, mas jamais ignorar a ética, eles podem conseguir a única tarefa que importa mais cedo. ”

Então, por que sua empresa de SaaS precisa de um hacker de crescimento?
Qualquer empresa ou start-up poderia fazer uso de um growth hacker, mas por que contratar um particularmente, faz sentido para uma empresa de SaaS? 

As empresas de SaaS não são tradicionais por definição
Lembro-me da primeira vez que liguei o meu computador à Internet. Primeiro neu tive que mover o mamute de um computador para a sala de modo que ficasse ao lado da tomada do telefone. Em seguida, tive que instalar a AOL através de um CD e inserir o cartão de crédito da minha mãe para a avaliação gratuita. Então espere – pshhhhkrrr – turbilhão – turbilhão – ding – ding – ding. Uau, isso me faz sentir velho. #risos #brinks

Eu estava na escola na época, mas nunca imaginei que algum dia a Internet não seria ridiculamente rápida e que não seriam mais necessários fios ou linhas telefônicas, mas que mesmo o software seria acessível pela Internet.

Embora o SaaS seja popular para alguns tipos de software (como o CRM), ele ainda é uma minoria firme, com apenas 13% dos gastos com software em todo o mundo sendo usados ​​em aplicativos SaaS.

Os produtos SaaS têm oportunidades de growth hacking construídas 
Há muitas maneiras de fazer o “growth” da sua empresa. Mas todos os métodos são sobre criar algo que se torne viral. E “viral” hoje significa que a Internet faz parte da equação (geralmente). Com produtos SaaS, esse tipo de conectividade pode ser incorporado ao seu produto. Por exemplo, um fluxo de notícias informa seus clientes sobre o que está acontecendo. Um quadro de avisos dentro do seu produto permite que uma comunidade se desenvolva.

A gamificação pode ser incorporada e os resultados refletidos ao vivo. Back links para o seu site pode ajudar a espalhar a palavra. E, claro, olhando novamente para o exemplo do AirBNB, conectar-se a outro software ou serviço on-line pode ajudá-lo a entrar facilmente em um público existente.

O sucesso desde o início é fundamental para os provedores de SaaS
As empresas de SaaS têm 40% mais chances de sair do mercado do que as empresas de software tradicionais e 80% das empresas iniciantes falham nos primeiros 18 meses, portanto, ter um fluxo de caixa o mais rápido possível é vital.

Enquanto você pode contratar um monte de vendedores caros, experimentar um growth hacker pode ser uma abordagem mais eficaz para obter algumas vitórias e vendas antecipadas e sair muito, mas muito mais barato. Isso, por sua vez, permitirá que as novas empresas de SaaS tenham um pouco de folga à medida que aumentam.

As empresas de SaaS podem crescer exponencialmente sem (muitas) restrições
Existem muitas restrições nos negócios (o CEO de uma das minhas empresas anteriores acreditava muito na Teoria das Restrições, então tive que ler muito sobre isso). Para uma fábrica, você só pode produzir tantos produtos quantos a sua máquina mais lenta pode produzir – assim, essa máquina é sua restrição. Em uma empresa de serviços (como as de serviços de impostos), a equipe é uma restrição, pois você só pode receber tantos clientes quanto os funcionários poderão gerenciar seus negócios.

Para as empresas de SaaS, no entanto, o produto já está construído e você pode vender exponencialmente mais serviços sem ter que aumentar a equipe ou comprar mais máquinas de fabricação. Dependendo da sua implantação, você provavelmente não precisaria de mais servidores. A única restrição para vender seu software como louco é garantir que haja pessoas suficientes no atendimento ao cliente para responder a quaisquer problemas / dúvidas / bugs que surgirem!

Um growth hacker poderia ir longe com você, sem as limitações que outros tipos de modelos de negócios poderiam trazer, sabendo que poderiam ter sucesso e o negócio floresceria.

Você tem sugestões de crescimento que funcionariam especialmente bem para empresas de SaaS? Eu amaria ouvi-lo!

Este trabalho só é possível, pois você existe ;0) #growthhacker

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.